quarta-feira, 29 de julho de 2009

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Definição
A Hiperatividade (TDAH) é uma patologia caracterizada por uma alteração no comportamento do indivíduo que o impossibilita permanecer quieto por um período de tempo necessário para executar determinadas atividades diárias. Estudos comprovam que crianças hiperativas possuem um considerável atraso no desenvolvimento psicomotor.

Características
O TDAH pode ser identificado através da dificuldade de prestar atenção a detalhes ou errar por descuido em atividades escolares e de trabalho, parecer não escutar quando lhe dirigem a palavra; Evitar envolver-se em tarefas que exijam esforço mental constante; Distrair-se facilmente por estímulos alheios à tarefa; Apresentar esquecimentos em atividades diárias. Constante agitação das mãos ou os pés ou se remexer na cadeira; Correr ou escalar em demasia, em situações nas quais isto é inapropriado; Estar frequentemente “a mil” ou muitas vezes agir como se estivesse “a todo o vapor”; Falar em demasia.

Causas
Hoje é sabido que a ocorrência de ADD (do inglês: Attention Déficit Disorder) está muitas vezes relacionada a problemas durante a gravidez e parto.
Complicações perinatais, ingestão de álcool e utilização de drogas durante a gravidez, infecção do Sistema Nervoso Central na primeira infância, efeitos colaterais de certas medicações, predispõem a Déficits de Atenção. Causas ambientais, tais como, desvantagem social, famílias numerosas e superlotação também já foram apontadas.
Para outros autores como Bastos, Thompson e Martinez (2000), esse distúrbio é de origem genética e é causado pela pouca produção de Catecolaminas (adrenalina e noradrenalina), que é uma classe de neurotransmissores responsável pelo controle de diversos sistemas neurais no cérebro, incluindo aqueles que governam a atenção, o comportamento motor e a motivação.
Formas de prevenção
*Cuidados pré-natais;
*Vacinação correta da criança;

Intervenções Pedagógicas
*Substituir aulas monótonas ou cansativas por aulas mais estimulantes;
*Utilizar-se de novidades;
*Organize as carteiras em círculo, em forma de U, ao invés de fileiras a fim de visualizar melhor toda a classe e seu movimento;
*Coloque esta criança próxima a outras mais concentradas e calmas;
*Deixar a criança com TDAH próxima do professor
*Coloque sempre no quadro as atividades do dia para que este aluno perceba que há regras pré-definidas e previamente organizadas e que todos devem cumpri-las sem exceção de ninguém.
*As tarefas não poderão ser longas. As tarefas maiores deverão ser divididas em partes para que ele perceba que elas podem ser terminadas.
*Evite cores muito fortes na sala e na farda como amarelo e vermelho. Cores fortes tendem a deixá-los ainda mais agitados, excitados e menos atentos.
*Permita que o aluno saia algumas vezes da sala para levar bilhetes, pegar giz em outra sala, ir ao banheiro.
*Elogie seu bom comportamento, incentive os colegas a elogiar suas produções;
*Uma agenda de comunicação entre pais e escola é muito importante. Isto evita que as conversas se dêem apenas em reuniões.
*As aulas de educação física são um ótimo auxílio para estas crianças que parecem ter energia triplicada.

Acadêmicas: Carla, Greice, Maiara, Paola, Sanoe, Silvana e Vanessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário